Apresentação e Histórico

O Curso de Esperanto, reconhecido pelo Conselho de Educação do Ceará desde 1965, é projeto de extensão de iniciativa da Coordenadoria Geral das Casas de Cultura da UFC.

O curso foi oficializado pela Resolução n° 178, de 30 de junho de 1965, após aprovação ocorrida na sessão do Conselho Universitário de 26 de abril de 1965, quando foi apreciado o Processo n° 2.774/65. A Resolução foi assinada pelo reitor Antônio Martins Filho. O texto foi publicado no Diário Oficial do Estado do Ceará de 19 de julho de 1965.

O idioma Esperanto foi criado em 1887 pelo médico polonês Lazaro Zamenhof. Baseado no latim, possui gramática simples e dezesseis regras fundamentais. Seu objetivo é agregar a comunidade internacional através de uma língua universal, com base em princípios como a cultura de paz.

Hoje há organizações esperantistas em mais de cem países, além de uma rede de cerca de dois mil delegados espalhados por todo o mundo. Há uma vasta programação de encontros, cursos e congressos esperantistas ao longo de todo o calendário anual. Dentre os usos oficiais do esperanto, merecem citação os programas da Rádio Vaticana e da Rádio de Pequim.

Em Fortaleza, existe a Rua Esperanto e o busto de Zamenhof encontra-se na praça da Gentilândia. Aqui também já foram realizados congressos de Esperanto, um internacional (2002) e dois nacionais (1964 e 2008).